Editora Escala
  Loja Escala | Faça sua Assinatura | Anuncie | SAC | 55 11 3855-1000    
Edição 88
 
Sumário da edição
Edições anteriores
Editorial
Cartas
Gente
Em Foco
Beleza
Cultura
Educação
Consulta
Endereços
Agenda
Em Questão
Fale Conosco
Assine já
Anuncie
Para cadastrados
Para assinantes
Na revista impressa


  DREAD NA CABEÇA
Invenção dos seguidores do movimento religioso rastafari, o dreadlock é fruto do sentimento naturista dos rasta que não cortavam nem penteavam o cabelo

FOTOS: ANA LIMA

Derrick Green

o vocalista da banda de hardcore Sepultura, de 34 anos, cultiva seus dreads desde os 15. "Comecei torcendo os fios e, com o passar do tempo, eles foram enrolando naturalmente. A manutenção eu mesmo faço. Nunca usei xampu ou condicionador especial", diz ele. Vaidoso, Derrick não escolheu aleatoriamente os dreads. "Uso porque gosto deste ar revolucionário. Isso ajuda a passar minha mensagem de forma mais crível. Os dreads já foram usados por guerreiros africanos, judeus e indianos. Eram utilizados para amedrontar os inimigos, ou fazê-los pensar duas vezes antes de atacarem figuras tão imponentes."

Existem dois tipos de dreadlock: o penteado e o dread para durar. O primeiro você pode fazer sozinho, usando um gel de fixação forte no cabelo ainda úmido. "Divida o cabelo em mechas, passe o gel, e torça os tufos de cabelo como se fossem uma corda. Depois, basta lavar para o efeito ir embora", explica Léo Nunes, hairstylist do salão Beka Studio (SP), especializada em cabelo afro.

O dread para durar é feito seguindo os mesmos passos, a diferença é que no lugar do gel usa-se um produto à base de cera de abelha que adere aos fios como se fosse uma cola. Por isso, você precisa recorrer a um profissional especializado. "Esse dread não desmancha e a única maneira de livrar-se dele é passando a tesoura", avisa a cabeleireira. Para conseguir um efeito mais encorpado, pode-se usar lã (dessas para fazer tricô), torcendo a mecha junto com o fio. Manter o visual e o cabelo limpinho também não é difícil. "O ideal é lavar quinzenalmente no salão e até três vezes por semana em casa, com xampu de limpeza profunda (anti-resíduos). Ele limpa melhor o couro cabeludo e deve ser aplicado três vezes seguidas", orienta Léo Nunes, que recomenda passar o produto nas mechas torcendo uma a uma. Enxágüe bem e faça o mesmo com o condicionador. Se quiser, use um leave- in para finalizar e seque utilizando secador com difusor ou no sol. Esse zelo deixa a cabeleira assentada, cheirosa e os dreads supermacios.

O dreadlock dura seis meses. Após esse período, o cabelo já cresceu o suficiente para que o penteado seja refeito. A boa notícia é que dá para torcer os fios que cresceram e emendar nos dreads que já existem complementando o visual. "Mar e piscina estão liberados para quem aderiu ao look rastafari, que também faz sucesso no verão, desde que os cuidados não fiquem de lado", avisa a hairstylist do Beka.

Marcos Baroni

Modelo e personal hair, ele cultiva suas mechas torcidas com lã há dez anos. Vaidoso, revela os cuidados que seus dreads exigem: "Só lavo o cabelo durante o dia para dar tempo de secar bem os fios e o couro cabeludo até a noite. Isso porque não se deve dormir com a cabeça molhada, pois compromete a saúde dos fios. Não acho necessário usar produtos específicos, basta um xampu comum", diz.

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>

Faça já sua busca no site da Raça Brasil
Cadastre-se já no boletim da revista
Raça Brasil.
Serviço gratuito!
 


   

Editora Escala
  Loja Escala | Faça sua Assinatura | Anuncie | SAC | 55 11 3855-1000